quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Atlas Quantum: Pirâmide

A Atlas Quantum começou com a proposta de oferecer um alto rendimento em bitcoins por meio de supostas operações ocultas de arbitragem entre as exchanges, porém, como vou explicar adiante, tratou-se de um esquema de pirâmide financeira digno de ganhar o troféu Ponzi 2019.
Expliquei o que era o Esquema Ponzi no primeiro post sobre golpes do blog, no caso sobre a finada Alcateia Investimentos. A Atlas fez a mesma coisa que Charles Ponzi em 1922, mas com uma máscara tecnológica. Os mentores do esquema supostamente desenvolveram um método de arbitragem de criptomoedas entre Exchanges por algoritmo e anunciavam que iriam remunerar a altas taxas os bitcoins dos investidores que confiassem sua custódia a eles:
Quem conhece o mercado financeiro tradicional sabe que há décadas já existem os softwares robôs de arbitragem, mas mesmo os traders e instituições que o utilizam não conseguem lucros muito grandes, porque esse já é um truque manjado, mas a Atlas Quantum supostamente passou incólume pela queda do Bitcoin em 2018 e ainda entregou a fantástica rentabilidade de 62% a quem confiou a eles a custódia de Bitcoins. Como a Atlas informou reter 50% da rentabilidade alcançada pelas operações para eles, supostamente o resultado nominal das operações foi de 124% em 2018.

É de se espantar que nem os japoneses, os alemães, os russos e os chineses tenham chegado perto de ter uma rentabilidade desse nível com arbitragem de criptomoedas, mas supostamente um grupo de nerds de São Paulo tenha vencido todo o resto do mundo!

A verdade é que o esquema foi muito bem montado, ele passava uma aura de credibilidade muito grande, alugou escritório na Avenida Paulista, foi citado pelo youtuber Raphaël Lima, tinha um site bem construído e não apelava para nenhum programa de afiliados com bônus para quem chamasse mais gente. Esse modelo que tenta passar uma imagem de credibilidade é um subgrupo da pirâmide financeira conhecido como "Esquema Madoff", porque ele não promete rendimentos absurdos da ordem de 30%, mas propõe rendimentos mais moderados e uma roupagem mais discreta, parecendo plausível aos olhos de pessoas mais bem informadas.

O esquema começou a ruir quando os mentores resolveram dar um passo maior que a perna, contrataram dois artistas conhecidos para fazerem um comercial que foi transmitido na Rede Esgoto. Esse comercial chamou a atenção da CVM que emitiu um comunicado que avisava que a Atlas não tinha autorização para ofertar contratos de investimento coletivo. O resultado desse comunicado foi que muitos investidores começaram a sacar seus saldos e a pirâmide ruiu, porque a saída de capital foi maior que a entrada.
It's a trap, Bino!

Depois disso a Atlas ainda tentou inventar uma auditoria que supostamente comprovou que as reservas em bitcoin existiam, mas nunca foi publicada, e nos primeiros dias de setembro parou de pagar todos os clientes que solicitavam saque e informou que estava com problemas de saques com as Exchanges que trabalham. O site também deles também foi modificado e nem aparece mais a parte dos rendimentos.

Teve gente da blogosfera que se achava bem informado e caiu no golpe. Se você foi um deles, sinto lhe informar que vai ser difícil recuperar uma parte significativa do saldo que restou na Atlas, porque, se os cabeças foram espertos, esse saldo já foi convertido em Monero e nem a CIA encontra mais. Talvez os processos que já estão sendo movidos recuperem alguma coisa, mas não acredito que consigam recuperar muitos recursos.
Não adianta ficar nervoso e com raiva de mim por estar publicando essa informação, Atlas não é religião e você que caiu no golpe deveria estar com raiva da sua má escolha e de quem sumiu com o seu dinheiro.

E se me provarem que a Atlas rendeu 124% em 2018 por meio de operações de arbitragem reais e continuou rendendo em 2019, eu coloco todo meu patrimônio nela porque os caras são mais gênios que Einstein e Warren Buffet juntos.

Infelizmente isso não vai acontecer.

16 comentários:

  1. Até vaga de emprego eles estavam anunciando no LinkedIn....kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Zé Ninguém! Não faltou audácia nesse golpe, até tentaram processar um homem que chamou a Atlas de pirâmide em 2018, mas perderam o processo.

      Abraços!

      Excluir
  2. Que sorte que eu não entrei nessa, Barbarossa. Um colega de trabalho chegou a comentar sobre essa quantum no ano passado, e disse que tinha colocado dinheiro lá e tal, falando das vantagens, da arbitragem, etc. Fiquei meio tentado, mas como quase tudo nesse ramo de criptomoeda é meio obscuro, resolvi não
    aplicar nada ... realmente Precisamos ficar atentos a tudo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Mago! Não nego que também fiquei tentado a entrar, mas desconfiei dos rendimentos muito acima da média de mercado e das operações ocultas. Em breve publicarei um post sobre criptomoedas, mas já adianto que devemos deixá-las sempre em wallets próprias.

      Abraços!

      Excluir
  3. Estou nela há pouco mais de 1 ano e estou tendo meus rendimentos normalmente, mas não passa de 3% a.m., um retorno que considero bem plausível e até praticável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Ricardo! A intenção é reportar rendimentos plausíveis, o que caracteriza o “Esquema Madoff”, vale ressaltar que os melhores investidores do mundo não conseguem 3% a.m. de rentabilidade. Como todas as operações são ocultas, a rentabilidade informada não passa de um exercício de imaginação.

      Abraços!

      Excluir
    2. Vai continuar nela pro resto da vida, porque seu dinheiro vc não tira mais de lá não... :P

      Excluir
    3. 3a.m considero que se eles conseguissem nao iriam precisar dos seu din din.

      Excluir
  4. Tive uma boa experiência com eles, não aparentava ser pirâmide pois os rendimentos eram variáveis e não era nada extraordinário, nem tenho mais grana lá, passava uma ótima credibilidade, vamos ver o desenrolar das coisas, ainda não acredito que seja uma pirâmide, mas o tempo dirá.

    muito bom seu site, vou acompanhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Vitor! Eles foram muito bons na máscara que utilizaram, mas as contas não fecham. Seria até possível fazer um exercício de contabilidade com os números apresentados por eles, o resultado seria que eles supostamente teriam lucrado mais de 300M em 2018, ou seja, não teria motivo algum para atrasar os saques.

      Obrigado, Vitor! Abraços!

      Excluir
  5. voltou a usar cocaína cara

    ResponderExcluir
  6. Muito bom o post, eu cheguei a entrar com pouca coisa e no primeiro dia do comunicado da CVM já retirei o bitcoin de lá, como sai no inicio ainda consegui retirar o dinheiro. Mas de fato eles fizeram o mesmo movimento das outras piramides financeiras e ainda tem gente acreditando que vai receber. Veremos cenas dos próximos capítulos mas não vou ficar para apagar a luz não, até os diretores já pularam do barco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Cara do Helpdesk! Você já desconfiava e foi esperto. Também acho que eles vão aproveitar esse tempo que ganharam dizendo que "estão com os saldos presos nas exchanges" para desaparecer com os bitcoins que estão sob a custódia deles.

      Abraços!

      Excluir
  7. Incrivel a audácia dessas tretas piramidais.Ate propaganda com atores na TV eles fazem com o dinheiro dos lesados. O que entregou o esquema "Madoff Mirim" foi o "foguetinho" de rentabilidade que eles publicaram. Arbitragem pagando bem pra caraca ,também era difícil de acreditar.Fiquei com dois pes atrás. Tem uma outra que faz propaganda na TV e usa bitcoin . Vamos para os próximos capítulos .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foram audazes demais! Creio que eles vão inventar que foram roubados ou alguma coisa do tipo para não pagar ninguém e sumirem com o saldo dos clientes.

      Abraços!

      Excluir