segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Situações de Crise: A Importância de Possuir uma Arma

Hoje o estado do Espírito Santo está protagonizando um filme da série Mad Max depois da greve da polícia militar, está o caos total, lojas são saqueadas e roubos acontecem livremente pelas ruas. O ser humano tem uma característica geral de ser otimista, especialmente o brasileiro. Em guerras civis sempre ficam vários civis presos em zonas de batalha, porque eles acreditavam que "uma coisa dessa nunca aconteceria onde moramos", nos últimos cinco anos muitos civis foram mortos nas guerras civis da Ucrânia e da Síria, se eles fossem mais pessimistas parte dessas mortes poderiam ser evitadas.

Recentemente conheci um descendente de chineses que me disse que alguns de seus avós imigraram para o Brasil para fugir do comunismo do Mao Tsé-Tung na China. Ele me contou que o avô dele lutou no Exército Nacionalista do Chiang Kai-Shek e acabou morando em Taiwan (China Nacionalista) após o cessar-fogo entre os comunistas e nacionalistas. O avô dele e seus descendentes poderiam ser milionários se ele permanecesse em Taiwan, porque ele comprou terrenos em Taipei que hoje valeriam muito, mas caso as ameaças dos comunistas se concretizassem e a ilha de Taiwan fosse invadida ele seria condenado à morte ou trabalharia até a morte em um Gulag por ter lutado pelos nacionalistas na guerra civil.
Este poderia ter sido o destino do avô de meu colega
O avô do meu colega resolveu, então emigrar para o Brasil, onde ele ficaria para sempre longe das ameaças maoístas e, usando o mesmo princípio da operação de risco ilimitado, eu digo que ele escolheu certo. A possibilidade concreta de ser condenado à morte ou trabalhar até a morte em um Gulag é um risco muito alto para se assumir. Se ele ficasse, a família dele seria mais rica, mas caso essa operação fosse repetida por algumas vezes o operador sempre acabaria no prejuízo, então concordo que emigrar foi a decisão certa.

Parece desumano tomar uma decisão tão importante de forma matemática, como se estivéssemos tomando um risco no mercado financeiro, mas tomar decisões racionais quase sempre é melhor do que tomar decisões emocionais.

A Importância de Possuir uma Arma


Hoje no Espírito Santo ocorre uma situação de caos social muito mais branda do que ocorreu na Revolução Comunista Chinesa, mas um dos fatores é semelhante: o desarmamento da população civil.

Os comunistas usaram em alguns locais da China a estratégia de extorsão da população rural. Primeiro eles chegavam e demandavam dinheiro e recursos em troca de "proteção", depois eles "pediam" que os camponeses entregassem suas armas, para depois, com os camponeses desarmados, saquear e tirar dos camponeses tudo o que bem quisessem, inclusive suas vidas.

Em uma sociedade onde só a polícia (que ainda faz greve) e os bandidos possuem armas, o cidadão fica à mercê dos criminosos e de governos tirânicos. Hoje cidadãos do Espírito Santo foram baleados nas ruas, tiveram carros e casas saqueadas e foram roubados nas ruas. O povo desarmado pelas leis e pela lavagem cerebral da mídia não consegue mais se defender.
A incrível ideia de só permitir que os bandidos tenham armas
A segunda emenda da constituição americana (a emenda que os democratas querem rasgar) dá o direito dos cidadãos americanos de possuírem armas de fogo. A posse popular de armas de fogo não serve somente para a defesa do cidadão, mas também é um instrumento de luta contra a engenharia social dos governos, porque um povo armado não aceita ter sua liberdade suprimida.

No Brasil, um cidadão comum que não é um semi-deus funcionário do governo pode comprar uma arma de fogo legal de duas maneiras: para posse/defesa residencial pelo processo da Polícia Federal ou para tiro esportivo/caça/coleção pelo Exército.

Em ambos os processos o requerente deve realizar uma série de exames e não pode ter antecedentes criminais, fica mais fácil se ele contratar um despachante. O custo com documentação fica em torno de 1200 a 1500 reais, é bastante, mas, como disse o confrade Conhecimento Financeiro, armamento é um investimento na sua segurança.

A diferença dos dois processos é que o armamento para posse é exclusivo para defesa e o para tiro esportivo/caça/coleção é exclusivo para essas finalidades. Em tese você não poderia usar o armamento de tiro esportivo para defesa, mas isso é discutível, porque na legítima defesa você pode usar os meios a sua disposição desde que sejam proporcionais à agressão recebida. O entrave em comprar um armamento para posse é que é necessário uma declaração de efetiva necessidade e o delegado da P.F. que analisará seu pedido pode simplesmente negar. Para tiro esportivo e as outras modalidades não é necessário uma declaração de efetiva necessidade, porque a função do Exército é somente fiscalizar essas atividades e não pode ser discricionário em relação aos pedidos.

Por causa dos políticos tirânicos que fizeram as leis de controle de armas temos extremos entraves para conseguir exercer o direito de defender a própria vida, mas com paciência ainda dá para contorná-los e adquirir um mísero revólver ou pistola .380.

Abraços!

13 comentários:

  1. Concordo que um país armado é mais seguro.

    Quando eu vejo casos como o que está ocorrendo hoje no ES... Sinceramente... Solta o exército nesse bando de vagabundo!

    http://extra.globo.com/noticias/brasil/videos-exibem-situacao-de-caos-no-espirito-santo-arrastoes-saques-assassinatos-20881977.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, I.R. A função primária do Exército não é essa, eu sempre considero incompetência usar o Exército para ações que não cabem a ele, mas em uma situação desse tipo não há outras opções.

      Abraços!

      Excluir
  2. O ES assim como outros estados esquerdistas como RJ,RS, BA entre outros sempre votaram nas tranqueiras do PT, PSOL e outras esquerdices.
    Então apenas estão colhendo o que plantaram. Temos que parar de ter dó das pessoas como se elas não fossem responsáveis por toda essa bagunça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Sofrendo para Poupar! Eu não tenho pena das pessoas responsáveis pela baderna, mas, obviamente, muita gente que nunca apoiou a baderna é prejudicada e não tem conhecimento do que fazer em uma situação de crise social.

      Abraços!

      Excluir
  3. Olá Barbarossa ! Cara já pensei muito sobre isso e gostaria muito de possuir uma arma para em situações EXTREMAS defender-me, assim como a minha família. Mas, por outro lado, reconheço que estamos na Banania. E a maioria esmagadora dos bananenses, não possui discernimento necessário para utilizar uma arma. Qualquer discussão banal, um esbarrão na fila do cinema, uma resposta um pouco mais ríspida ou uma mensagem qualquer do Ricardão no whatsapp, já é o suficiente, para o desequilibrado pegar o trabuco em cima do guarda-roupa e sair por aí fazendo merda. Infelizmente, vivemos num país, onde as pessoas não estão preparadas para possuir sequer carros, que dirá armas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Velha resposta esquerdista de sempre.
      Vocês nunca mudam a música.
      Essa história que brasileiro não tem condições psicólogicos de ter arma tá mais velha que história do Titanic.

      Vamos aos fatos
      Até 2003 milhões de brasileiros possuíam armas e se a pessoa fosse pega andando armado só pagava uma cesta básica de multa pra alguma instituição de caridade.
      Agora eu te pergunto:
      Até 2003 existia bangue bangue na rua? Todo mundo se matava por qualquer discussão boba?

      Responde aí... XVIII não vão conseguir né?

      Excluir
    2. Sofrendo para poupar, você é muito BURRO. Como assim "o ES SEMPRE votou nas tranqueiras do PT, PSOL e outras esquerdices"? A última vez que a esquerda esteve no poder no Espírito Santo, foi há mais VINTE ANOS (1995). Vai estudar antes de falar abobrinha...

      Excluir
    3. Salve, Anon! O Partido Socialista Brasileiro governou o Espírito Santo 2 vezes nos últimos 20 anos e o atual governador já foi filiado a esse partido, então o 50 segundos tem a sua razão em dizer isso, até mesmo porque não existe um partido conservador no Brasil.

      Mesmo com as leis do desarmamento ainda é muito fácil arrumar uma arma ilegal para cometer crimes, o preço de um revólver 38 com numeração raspada é bem menor que o de um 38 legal, então quem vai cometer crimes não compra as armas em lojas, mas as adquire por outros meios.

      Abraços!

      Excluir
    4. O anon aí de cima é tão medroso que nem mostra a cara. Anonimato é tenso viu...
      Vamos então pra aulinha de história...

      Governador Vitor Buaiz de 1995/1999 PT
      José Ignácio Ferreira do PSDB se você não sabe o que significa PSDB sugiro usar o Google. Governou de 1999/2003
      Paulo César Hartung Gomes do PSB(olha aí mais um partido socialista) de 2003/07
      E Renato Casagrande do PSB de 2007 até 2011

      É... E quem não estuda história sou eu..

      Excluir
  4. Marcelo,

    Perfeito!

    Infelizmente, na Banânia, apenas os bandidos e políticos podem ter armas. E, enquanto isso, a população de bem sofre na mão dos marginais sem sequer poder defender-se!

    É por isso que eu admiro tanto os EUA. Lá, você tem o DIREITO de possuir uma arma, com todos os deveres que isso implica. Aqui, no quinto mundo, nem ir e vir nós podemos mais.

    A situação está piorando a cada dia e eu não enxergo nenhuma perspectiva de melhora, muito pelo contrário...

    Abraços!

    PS: Favor apagar o comentário acima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A perspectiva de melhora seria a aprovação da revogação da lei do desarmamento e a eleição de um governo conservador nas próximas eleições. Por isso que eu digo que a democracia é uma ameaça à raça humana: nós dependemos de uma eleição em que o Mulla vai participar para termos uma chance de ter um governo minimamente decente para que a harmonia na sociedade comece a ser restaurada.

      Abraços!

      Excluir
  5. Blog excelente meus caros, parabéns pelo conteúdo!
    Concordo com cada palavra sobre o porte de armas, acredito inclusive que se todos tivessem armas, os habitantes seriam mais diplomáticos e educados ao invés de saírem atirando por aí como diz o senso comum.

    Bons ganhos e um grande abraçoo,
    Burguês

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Burguês!. Não só acredito que os cidadãos não sairiam atirando por aí, tenho certeza que isso não aconteceria, porque até 2005 o Estatuto do Desarmamento não estava em vigor e antes de 1932 não havia quase nenhuma restrição de armamentos no Brasil, mesmo assim isso não acontecia.

      Abraços!

      Excluir