quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

IOF - Imposto sobre Operações Financeiras


Dei uma pesquisada para entender o funcionamento do IOF - Imposto sobre Operações Financeiras. Há pessoas que gostam de atrasar a fatura do cartão de crédito ou entrar no cheque especial, por isso, além da incidência de juros é cobrada, também, o IOF.

Por exemplo, caso comprássemos uma geladeira para nossa casa e deixássemos de pagar a fatura do cartão de crédito, teríamos que desembolsar os juros do banco (demonstrativo na tabela abaixo) mais 3 % ao ano de IOF, mais 0,38% para cada operação.


Então vamos supor que atrasei 1 dia no pagamento da fatura.

1) Será cobrado o valor proporcional de 0,0083% ao dia, até o limite máximo de 3% a.a.
2) Será cobrado a taxa fixa de 0,38% pelo atraso.
3) Será cobrado a incidência de juros do seu banco.


Por isso devemos ter cuidado ao utilizar o crédito do banco, seja ela qual for, cheque especial ou cartão de crédito, pois as taxas vinculadas ao crédito são bastante elevadas para quem fica no vermelho.

Uma outra opção (pior maneira) é escolher bancos que oferecem 10 dias de cheque especial sem cobrança de tarifas, ou seja, a pessoa poderá ficar no vermelho por um tempo até possuir o valor para cobrir o débito.

Porém...não existe almoço grátis

Para quem compra no exterior será cobrada uma taxa chamada IOF cujo valor é de 6,38% sobre o total da sua compra no crédito e no dólar em espécie..


De qualquer maneira é importantíssimo realizar o controle financeiro para não cair nessa furada.

abraço

Nenhum comentário:

Postar um comentário