sábado, 19 de agosto de 2017

Comentários: Unipar 2T17

Apesar da confusão da OPA e do grupo controlador, a Unipar mais uma vez conseguiu reportar excelentes resultados. O lucro líquido foi de 25M, mesmo com a Tecsis puxando os resultados para baixo. A geração de caixa foi considerável e a o endividamento está suficientemente baixo para que a empresa consiga pagar o dividendo enorme que distribuiu em agosto e a segunda parcela que será paga em dezembro.
Eu gosto muito do setor de produtos químicos básicos, é um setor muito simples, os produtos são commodities iguais e "ganha" a empresa que conseguir os menores custos no processo. O segmento de químicos inorgânicos - cloro e soda cáustica - é ainda mais rentável que o de químicos orgânicos e é exatamente nos químicos inorgânicos que a Unipar foca sua produção.

A Unipar conseguiu adquirir a Indupa por um preço módico, provavelmente a Solvay considerava a Indupa como um ativo pequeno comparado ao resto da empresa e resolveu se desfazer, mesmo que a um preço barato para cortar os custos de administração com essa subsidiária. A Indupa possui uma planta de químicos inorgânicos e PVC em Bahía Blanca, na Argentina, e outra em Santo André, até agora a aquisição está se mostrando vantajosa e a Unipar conseguiu aumentar a rentabilidade da Indupa após a aquisição.

Nos próximos anos a Unipar procurará se desfazer de sua participação na Tecsis, empresa de pás eólicas, este acontecimento faria a Unipar se livrar de um ativo podre e aumentaria o caixa.
Sem gráficos no Release. Não julgue o livro apenas pela capa.
A Unipar continua muito barata, mesmo após ter dobrado de valor em 2017, e, apesar do grupo controlador, tem grandes chances de continuar aumentando sua rentabilidade nos próximos anos. Está incerto qual será o futuro do Frank na empresa, porque o mesmo é réu confesso de ter recebido 100M reais por caixa dois para vender a Quattor em 2008. Chego à conclusão de que a Unipar continua favorável ao investimento e que este resultado me surpreendeu positivamente.
A OPA da Unipar foi remarcada pela CVM para o dia 23 de agosto. Embora as chances de fechamento de capital sejam nulas, os acionistas não devem esquecer de realizar os procedimentos indicados no post sobre a OPA.

Unipar RI

10 comentários:

  1. Barsi já tem mais de 10% da empresa e anda aumentando progressivamente sua participação. Estou de olho na unipar , mas confesso que tem tanta coisa oculta nos balanços que fica difícil fazer uma estimava correta. Enquanto este frank der as cartas na empresa ( As tentativas de foder os minoritários vai continuar) Temos de Torcer para o barsi comprar metade da empresa e meter um pé na bunda deste frank.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Mestre! Mesmo se o Barsi comprasse mais da metade da empresa, o Frank continuaria porque ele tem mais de 50% das ações ordinárias. Uma forma de tirar ele do controle seria "forçando-o" a aceitar que a Unipar migre para o Novo Mercado. Talvez a possibilidade de ressarcimento de caixa dois pode acelerar as coisas nesse sentido.

      Não concordo que exista muita coisa oculta no balanço, a Tecsis, que era a parte podre, já foi zerada no balanço.

      Abraços!

      Excluir
    2. Até onde me lembro: Brasília. O ex-presidente da petroquímica Unipar Carbocloro Frank Geyer Abubakir afirmou em sua delação premiada que recebeu uma indenização de R$ 150 milhões da Odebrecht em uma conta na Suíça. Ele admitiu que não declarou a operação às autoridades brasileiras e, durante depoimento, não detalhou se o negócio foi ilegal.

      O repasse, segundo o empresário, era referente a um acordo para vender sua participação acionária na petroquímica Quattor à Braskem, controlada pela Odebrecht.

      Fodeu com minoritários em 2008 e pode foder novamente,até onde sei este dividendo extraordinário foi direcionado para ele pagar o que deve para justiça, duvido que a empresa aprovaria um dividendo extraordinário em uma situação corriqueira.

      O balanço esta ok, mas o controlador pode fazer inúmeras jogadas para ferrar minoritários como maquiar números, fazer venda de operações lucrativas etc. Este é o real risco de unipar até por isso desconto descomunal para demais ações, caso contrario estaria cotada a mais de 20.

      Excluir
    3. Opa, eram 150M e não 100M como escrevi no texto. Não sei se o dividendo extraordinário foi para que ele pagasse o que devia para a justiça, o grupo controlador está endividado e ele também tinha que pagar o Pérsio por assessoria.

      Sim, o risco maior é o controlador, mas ele já está encurralado demais para tentar algo parecido e ainda há o risco dele ter que ressarcir esses 150M aos minoritários.

      Abraços!

      Excluir
  2. 50% de minha posição está em UNIP6. Realmente é um ativo valioso, daqueles para se segurar por toda a vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mitológico zé mobral você por aqui rapaz.
      comprou unipar em que preço? 4 reais? Lembro que na carteira antiga você chegou a ter uma grande posição nela.

      Conta mais sobre sua carteira e sua rentabilidade ! Afinal são 4 anos de hiato desde sua saída da blogosfera, neste meio tempo você conseguiu manter aquele ótimo desempenho? Se conseguiu meus parabéns tu já deve estar milionário.

      Excluir
    2. Grande satisfação em ler seus comentários novamente, Zé! Era leitor do assíduo do seu blog quando ele estava online. Concordo que a Unipar é um ativo valioso, mas não tive a mesma astúcia que você, embora a Unipar seja a maior participação de minha carteira, não chega aos 20% dela.

      Abraços!

      Excluir
    3. Mestre, venho comprando UNIP6 desde 2012. PM deve estar em torno de 8 reais, visto que usei todo o dividendo pago recentemente para comprar mais. Após a OPA, vislumbro UNIP6 acima de 20 reais ao final do ano. Desse modo, espero alcançar o primeiro milhão. O desempenho foi abalado em 2015 pois tive que sacar recursos para construir minha casa, visto que casei no mesmo ano. Quanto a MGLU, escapou. Não consegui identificar a oportunidade.
      .
      Marcelo, obrigado. Parabéns pelo blog. Sempre leio suas postagens. Dessa vez fiquei tentado a participar, visto que Unipar é o ativo mais barato da bolsa. O restante de minha carteira está concentrado em JSL, CGRA, ABCB, PTBL e ROMI. Abraço.

      Excluir
    4. Também deixei escapar a oportunidade na MGLU, não conheço ninguém que conseguiu aumentar muito o patrimônio nela, eu mesmo nunca acreditei que conseguiriam uma reviravolta tão grande nos resultados.

      As suas escolhas para os outros ativos são interessantes, no momento só tenho CGRA dentre as ações da sua carteira.

      Abraços!

      Excluir