domingo, 11 de junho de 2017

Ethereum: O Que É?

O Ethereum é uma moeda digital que tem chamado atenção nas últimas semanas, tanto pelo crescimento da cotação, bem como pelo fato de que o Banco Central de Singapura está testando o Ethereum para "tokenizar" sua moeda.

O Ethereum é uma moeda digital diferente das outras, porque ela não foi criada para ser utilizada como moeda, mas sim para que sua cadeia de blocos, blockchain, seja utilizada para digitalizar contratos digitais impossíveis de serem fraudados. É exatamente nisso que o Banco Central de Singapura está interessado, basicamente, está sendo planejado utilizar a Blockchain do Ethereum para digitalizar as transferências bancárias do Dólar de Singapura, com a finalidade conseguir infalibilidade de transações e maior velocidade.

A ideia de utilizar a blockchain para realizar contratos digitais inteligentes é difícil de entender, eu mesmo demorei algum tempo para entender e só aprendi o básico e a parte que mais me interessava, o valor da Ethereum como moeda.
A Ethereum não foi criada com o objetivo de transferir valores e criar reservas de capital, como o Bitcoin e a Dash, a ideia central é a utilização da cadeia de blocos para o registro de contratos digitais, e a moeda Ethereum não é uma moeda propriamente dita, mas sim um token que representa o poder de processamento da rede.
A Ethereum quadruplicou de preço nos últimos 30 dias
Diferentemente das outras moedas digitais, a capacidade de mineração dos mineradores de Ethereum é limitada pelo número de Ethereum possuídos por cada um, dessa forma, os mineradores de Ethereum precisam possuir carteiras grandes e o Hardware de processamento adequado para serem recompensados pela mineração e realizar o processamento da blockchain. Outra diferença é que as moedas digitais propriamente ditas têm um número máximo de unidades possíveis, enquanto o número máximo de Ethereum é infinito, pois a cada bloco, que agora é liberado a cada 17 segundos, são emitidos 5 Ethereum, ou seja, a cada 17 segundos, pela cotação atual, mais 5000 reais em Ethereum entram em circulação.

Conclusão


A Ethereum não foi idealizada sob o princípio de transferir ou guardar valores, portanto acredito que existam moedas mais adequadas e com emissão máxima fixa que possibilitem fazer isso melhor. Não tenho interesse em usar a cadeia de blocos do Ethereum para realizar contratos digitais, porque não sou um programador ou represento uma grande empresa, tampouco tenho interesse em minerar, porque isso só é viável em países com baixo custo de energia elétrica. Investir em hold de Ethereum pode ser lucrativo por causa da crescente utilização da rede, mas acredito que as moedas digitais defacto sejam investimentos melhores.
Para comprar Ethereum é só seguir os passos informados nesse post

Pretendo colocar no ar o Ranking de Rentabilidade amanhã, estou esperando o pessoal que não atualizou. Abraços!

2 comentários:

  1. Muito interessante este post, especialmente pela "tokenização" da moeda em Cingapura (que eu desconhecia).
    Infelizmente acredito que o maior perigo destas moedas digitais é de ordem jurídica, é conhecido o emprego de bitcoins para lavagem de dinheiro e este que vos fala acredita que é uma questão de tempo para a China e as potências ocidentais jogarem o bitcoin e análogos para a ilegalidade.
    Acredito que, pelos motivos que vc listou no artigo, esse não seja o futuro da Ethereum.
    Abs!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Kundera! Mesmo se os governos decretarem a ilegalidade das moedas digitais, eles não conseguirão impedir as transações, mas, certamente, inibiriam parte do comércio com as moedas digitais.

      Você me deu um insight agora. Talvez seja interessante adquirir um pouco de Ethereum por causa das outras funcionalidades, mesmo com o sistema de inflação e emissão de novas moedas.

      Abraços!

      Excluir