sábado, 26 de novembro de 2016

Evento Cisne Negro - Trump

Planejei escrever esse post há duas semanas atrás, mas devido aos acontecimentos só consegui parar para escrever hoje.

Contra tudo e todos, Trump conseguiu vencer. A vitória nos estados de Wiscosin e Pennsylvania garantiram sua eleição e foi totalmente inesperada pela mídia convencional, porém alguns fatos escondidos pela mídia já davam pistas que Donald Trump poderia vencer nesses estados.
Crooked Hillary e sua pretensão de se
declarar presidente antes de ser eleita.

Pennsylvania e Wiscosin são considerados estados esquecidos, porque possuíam um grande poderio industrial que começou a ser sucateado na década 1990 e hoje enfrentam graves problemas econômicos e sociais. Trump foi o único candidato que lembrou-se dessa população esquecida e prometeu fortalecer a indústria americana e impor tarifas sobre países que praticam concorrência desleal, como a China.

A imposição de tarifas alfandegárias mais altas é claramente uma medida protecionista, mas, mesmo assim, eu concordo totalmente com sua adoção, não há como competir de igual para igual com um país que utiliza mão-de-obra semi-escrava. As políticas econômicas do Trump foram criticadas por vários supostos especialistas por serem protecionistas e cortarem impostos e gastos públicos, porém esses mesmos indivíduos apoiavam as políticas keynesianas dos democratas que prometiam aumentar os gastos públicos e impostos. Todos ainda testemunhamos o que aconteceu no Brasil após o colapso da política econômica keynesiana de Gilma/Ministro Margarina.

O evento Cisne Negro é caracterizado por ser a ocorrência de um evento de baixa probabilidade que pode mudar o rumo dos mercados financeiros. A vitória de Trump foi considerada um evento Cisne Negro, porque o mercado confiava muito nas pesquisas fraudáveis da mídia convencional, mas eu percebi vários indícios que a força de Trump era muito maior do que as pesquisas indicavam:

1) Os comícios do Trump lotavam estádios, enquanto os comícios da Hillary atraíam cerca de 400 pessoas.
2) Trump tinha um apoio muito maior na internet e em todas as redes sociais.
3) Hillary foi humilhantemente derrotada nos dois últimos debates.
4) Trump teve muito mais votos nas primárias do que o esperado pelas pesquisas.

Com base nesses indícios fiz duas apostas altamente conservadoras em um site de apostas offshore:
Apostei na vitória de Trump em dois estados onde os republicanos já haviam ganhado na última eleição, como a força de Trump era muito maior do que a do Romney, tomei como base as seguintes probabilidades:

1) Chance de 95% do Trump ganhar na Carolina do Norte para ganho de 110%.
2) Chance de 99% do Trump ganhar no Alaska para ganho de 20%.

Ou seja, se minhas probabilidades estivessem corretas (tudo indica que estavam), a aposta seria altamente vantajosa em termos econômicos. Coloquei pouco dinheiro, porque apostas e especulações são viciantes e nunca deve se deixar aberta a possibilidade de tomar um prejuízo enorme caso tudo falhe miseravelmente.

Eu utilizo o mesmo princípio de probabilidade versus ganho esperado em meus investimentos, claro que sou muito mais conservador do que fui nessas apostas, porque tento fechar todas as possibilidades de tomar um prejuízo grande caso tudo falhe miseravelmente.

Para finalizar, uma compilação de pessoas que riram da possibilidade do Trump vencer e tiveram que engolir o riso:

Melhor promoção da Black Friday: o Coisa Ruim aproveitou
 para comprar a alma do Fidel Castro com desconto.

11 comentários:

  1. Cara! Velho! Tu escreve bem cara, continua nessa força.
    Abraços
    c.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações, Anon! Agradeço pelo apoio!

      Abraços!

      Excluir
  2. Excelente post! VIVA O CAPITALISMO! Gostei do Blog. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Heavy Metal. Seu blog é excelente, sou leitor assíduo.

      Capitalismo sempre!

      Excluir
    2. Marcelo,

      Tem música nova quando você entrar no Blog, KKKKKK. Dá uma olhada e vai rir muito.

      Ouvia Heavy Metal e Punk Rock na adolescência e te digo uma coisa: sou capitalista a favor da ajuda social, a quem REALMENTE precisa e por tempo determinado. Os maior benefícios sociais se chamam EMPREGO e a ética com o dinheiro público.

      Sou um talibã anti-comuna e anti-socialismo! Mas a música que coloquei sempre enxerguei como uma crítica social, para o BOM ENTENDEDOR.

      Ouça lá e depois, comente. Os porcos "capitalistas", na verdade, sempre foram os socialistas. Nós, capitalistas, somos os reais "socialistas" com nossos impostos, suor, sangue, lágrimas e trabalho pesado sustentando o sistema sujo dos canalhas no poder e bancando seus projetos sociais populistas. AQUI NÃO EXISTE NATAL!

      Excluir
    3. Em tempo: já te adicionei no meu Blogroll.

      Excluir
    4. Heavy Metal, peguei raiva dessa música desde que vi um vídeo de um desses movimentos do PSOL cantando essa música na Avenida Paulista durante o Natal. Infelizmente, tive o desprazer de lembrar desses comunistas ao ouvir a música. Também entendo que ela tem um certo lado de crítica social e é contrária ao consumismo.

      Enquanto o socialismo governamental só trouxe miséria ao mundo, o capitalismo e a livre caridade conseguiram retirar boa parte da população do mundo da miséria. Que em 2017 a sequência de derrotas para a esquerda globalista continue.

      Excluir
    5. http://heavymetalinvestimentos.blogspot.com.br/2016/11/papai-noel-filho-da-puta-o-capitalismo.html

      Após ler este post, quero seu comentário no meu Blog!

      Excluir
    6. A Direita vai ganhar na França! Depois, queda de Maduro e prisão de Lula em 2017.

      Excluir
  3. Respostas
    1. Usei o Betboo nessa aposta, mas acho o Bet365 melhor em alguns aspectos.

      Abraços!

      Excluir