quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Investimento em CDB - taxa 110% a 120%

Caso a taxa SELIC caia para patamares de cerca de 8,5 % ao ano, qual o rendimento que obteria caso investisse num rendimento com uma taxa de 115% do CDI?

Há alguns CDBs de bancos pequenos oferecendo taxas que estão entre 106% a 119% do CDI, dependendo do prazo de aplicação e do rating dos certificados de depósitos bancários. Verifiquei que o prazo estão na média de 2,5 anos até acima de 3 anos de aplicação. Vale ressaltar que a liquidez é somente após o prazo especificado.

Sem entrar no mérito dos ratings dos bancos que oferecem esses certificados, acabamos confiando na garantia do FGC, que não é uma organização governamental. Pesquisei um pouco da história do FGC - Fundo Garantidor de Crédito - e verifiquei que eles possuem um lastro de cerca de 2% das aplicações do mercado. Como não é uma organização governamental, os bancos fazem depósitos de garantia a fim de utilizar o FGC para colher os benefícios de vender certificados com alguma garantia para o pequeno investidor.

Vamos aos cálculos:

Vou considerar o CDI igual a taxa SELIC para facilitar os cálculos e, já que as duas taxas estão muito próximas.

Comparei também com a poupança que a taxa se enquadra nessas duas linhas de ação:

a) 0,5% ao mês, enquanto a meta da taxa Selic ao ano for superior a 8,5%; 

b) 70% da meta da taxa Selic ao ano, enquanto a meta da taxa Selic ao ano for igual ou inferior a 8,5%.

Não considerei a TR a fim de facilitar o entendimento.

Taxa de imposto de renda para aplicações acima de 2 anos - 15 % do rendimento.

Primeiramente vamos considerar um CDB de 110%


Vamos ver com uma taxa de 115%


Por fim uma taxa de 120% - bancos com crédito mais arriscado.


Por fim, vemos que há diferença significativa para quem deixa o dinheiro na poupança ou quem procura um investimento que tem uma rentabilidade atrelada a taxa SELIC. Por exemplo, há uma diferença para uma taxa SELIC de 8,5% a.a com relação a poupança que rende 0,49 % a.m com um CDB de um banco aceitável de 115% do CDI que rende 0,72% a.m

Exemplo Easynvest
Vale ressaltar que existem outros investimentos na renda variável que podem ser mais rentáveis, como ações e fundo de investimento imobiliário, porém numa SELIC alta, acaba sendo vantajoso, em certos casos, investir em renda fixa.

12 comentários:

  1. Olá Gregório!

    Belo comparativo. Sobre suas perguntas referente ao Kindle, aqui minhas primeiras impressões;

    Dispositivo leve e pequeno
    tela projetada para leitura (sério até parece papel a tela)

    Me passaram um site com livros gratuitos. Na amazon você até encontra, mas são poucos. A maior parte dos livros são pagos. Geralmente são mais baratos em comparação aos de papel.

    Logo posto mais impressões

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Investidor Inglês, é uma boa opção para realizar leituras, estou cada vez mais saindo dos livros de papel e indo ler no computador. Acabo pegando muito material em PDF na internet. Será que consigo baixar arquivos da internet nesse formato e ler no Kindle? abraço

      Excluir
  2. Gregório,

    Pesa ainda a favor dos CDB que se você fizer com prazo de 5 anos, até lá o CDI vai subir de novo, ou você acredita que ficaremos com essas taxas por mais de 5 anos?

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estava até lendo um artigo baseado nisso que você perguntou. Com a subida da atividade econômica (caso aconteça), haverá um aumento natural dos preços, motivado por um consumo mais acelerado sem ter em contrapartida uma produção que atenda a demanda nesse momento inicial. Talvez futuramente, com o reestruturação da economia, o Banco Central tenha que subir novamente os juros. Nesse momento, já estão prospectando taxa SELIC abaixo de 7% com essa inflação atual.

      Eu realmente fico na dúvida quanto a uma recuperação estrutural em curso, já que as reformas acabam ficando em segundo plano. Numa certeza de um reaquecimento econômico apostaria em ações e FIIs que poderão ter um upside maior com uma SELIC tão baixa. Talvez apostaria, num curto prazo, em um CDB de no máximo 2 anos e meio. O que acha? abraço

      Excluir
    2. Essa recuperação pode até estar acontecendo mas vai demorar muito e temos eleições ano que vem então, não vejo grandes perspectivas até passar 2018.

      CDB de 2 anos é difícil achar um bom que bata as LCI, talvez seja melhor LCI ou LCA mas tem que prestar atenção para não desbalancear muito a carteira. Digamos que você carregue bastante em ações e FII e de repente os juros começam a subir novamente?

      Para manter um equilíbrio na carteira é bom ter uns CDB também e como você falou,. existem uns bons aí a 119%. Tem espaço pra tudo em. uma carteira diversificada.

      Abraço!

      Excluir
  3. Olá GC,

    Sempre mantive LCs e CDBs na minha parcela de alocação em RF. Nesse momento, concordo com sua leitura, não me parece interessante procurar aplicações com prazo de mais de 2 ou 3 anos, ainda que projetem rentabilidade ligeiramente maior. Mas se o governo conseguir manter a inflação em patamares sistematicamente baixos (o que seria sem precedentes em tempos recentes), a rentabilidade real continuaria interessante, não? O problema me parece estar no descasamento entre eventual retomada de inflação e demora na resposta da política monetária para readequar os juros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mascada, esse descasamento sempre vai acontecer mas se você tiver um CDB de 119% pra 5 anos, nem precisa se preocupar que vai pegar o acerto depois. O problema é esperar o casamento e os CDB cairem pra máximo de 115% do CDI. Hoje temos até 120% em alguns lugares mas se houver esse aumento de taxas, eles podem diminuir as porcentagens.

      Abraço!

      Excluir
    2. A rentabilidade real, com inflação bastante baixa, acaba por ser mais vantajosa mesmo. Com a inflação de mais de 10% a.a em 2015 havia muitos investidores que se gabavam de uma rentabilidade de mais de 1% a.m, porém não se davam conta que todo investimento estava sendo corroído pela inflação (sem levar em conta os hábitos de consumo).

      Estive acompanhando algumas taxas da renda fixa nesses últimos anos com os juros bastante elevado. Não percebi muita diferença na rentabilidade desses CDB. Se não me engano, havia alguns com 121% do CDI, fato que não fica muito distante dos que são oferecidos hoje. Vejo que naquela época, tinha-se mais opções com tempo menor.

      Excluir
    3. Carnegie,

      Sim, se olharmos os CDB daquela época e os de hoje vamos perceber que não há grandes diferenças. Com exceção da Caruana e seu RDB de 135% pra 7 anos, os demais ficavam na maxima de 121% mas temos que considerar que o mercado antecipa tudo. Quem garante que essas taxas estavam altas assim pois eles já sabiam que os juros e o CDI iam cair e desse modo atraíram mais investidores?

      Pode acontecer o efeito contrário, quando eles perceberem que vai aumentar tudo de novo, podem reduzir as % dos CDB pra não afetar muito depois. No fim as contas vão bater sempre as mesmas. 120% de um CDI a 9,14 ou 110% de um CDI a 12%. ( não fiz os cálculos, foi apenas um exemplo)

      Abraço.

      Excluir
  4. Muito interessante este post, como eu ainda tenho muito pouco dinheiro, estou colocando na poupança mesmo, mas quando atingir um valor substancial vou analisar opções mais rentáveis ... Ah, adicionei um link para o seu blog no meu, https://ephodion.wordpress.com/ um Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Ephodion Logos, já adicionamos o seu blog na nossa lista. Grande abraço

      Excluir