segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Referendo de Independência da Catalunha

Contrariando o senso comum libertário, sou totalmente contrário à independência da Catalunha nos termos atuais, justamente por não se tratar de uma independência de facto. Em uma secessão, um território com pouca soberania separa-se de um estado maior para conseguir uma maior soberania e autonomia. É exatamente esse o problema da proposta de independência da Catalunha, a proposta é a secessão da Espanha, um país sem soberania, para criar um novo país com menos soberania ainda e totalmente vassalo à União Europeia e à OTAN.
Foi realizado um referendo pela secessão ontem, no dia 1º de Outubro. O "sim" ganhou com mais de 90% dos votos, o que já era de se esperar, porque quem era contrário não votou para boicotar o referendo e, além disso, ocorreram inúmeras fraudes, como um cidadão que votou quatro vezes em quatro urnas diferentes e cujas fotos circulam na internet.

1002 votos em um vilarejo com 470 habitantes
Tanto a ilegalidade do referendo pela constituição espanhola, bem como o resultado do referendo, para mim, não significam nada. A primeira porque não carrego a crença de que a legalidade deve passar por cima da moralidade e segunda porque a democracia é uma ameaça à raça humana.

Como já dizia o Sérgio Moro, basta seguir o caminho do dinheiro e você descobre os personagens. Pois bem, o que dizer de um movimento separatista apoiado por George Soros e pela elite globalista? Certamente é uma armadilha!

Os políticos socialistas catalães querem criar uma república totalmente vassala à União Europeia. A Espanha já é um estado inchado e não cresce por causa de políticas assistencialistas que minam a economia. A ideia da Catalunha é criar um estado com mais Welfare ainda e aumentar ainda mais a recepção de refugiados Wahhabi.

O senso comum libertário defende que toda a secessão é boa, porque reduz o poder de um estado grande e cria estados com menos poder. No caso da Catalunha é exatamente o oposto que acontece, apesar da UE negar e dizer que é contrária à secessão catalã, é extremamente favorável a ela que os países dentro da União se separem cada vez mais, assim cada estado teria menos força para contrariar qualquer decisão da UE.

O povo inglês recentemente desafiou a UE e, passados mais de um ano, continuam sendo enrolados pelos eurocratas que querem prolongar ao máximo a permanência do Reino Unido na União para tentar reverter a decisão do Brexit.
Qual a possibilidade disso dar certo?
A próxima jogada da União Europeia será a criação da Euro Army, o Exército Europeu, mais uma ferramenta para diminuir cada vez mais a soberania dos estados-nação e do indivíduo europeu. A UE já rouba a soberania dos países no campo político, com os eurocratas não eleitos, e no campo econômico, com o Euro e o BCE, e agora tentará dominar também a esfera de poder militar. O poder bélico é o mais perigoso. O que aconteceria com a Espanha se já existisse a Euro Army? A Euro Army poderia intervir contra a Espanha sob a acusação de utilizar força militar contra a própria população?

Paira no ar a dúvida de como sair da OTAN, visto que, até agora, nenhum país conseguiu tal façanha. Será que seria necessário declarar uma guerra de secessão?
Por fim, eu seria o primeiro apoiador da independência da Catalunha se eles propusessem sair da UE e da OTAN, instituir uma monarquia tradicional, acabar com o Welfare State e imigração descontrolada e adotar tarifas e impostos muito baixos para desenvolver a economia interna e atrair investimentos. Se for para que a Catalunha se torne um território totalmente vassalo da UE, prefiro que Barcelona seja bombardeada novamente.

22 comentários:

  1. Olá MB,

    Acredito que a Catalunha não é auto-sustentável. Será que ela saindo fora da Espanha as coisas vão melhorar? Acredito que não. Onde George Soros está coisa boa que não é. A ideia dele é faturar com o caos. Mesmo assim as pessoas acreditam que ele quer o bem.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Cowboy! A Catalunha é autossustentável, ela poderia ser uma nova Suíça na Europa, mas este arranjo com a UE só vai servir para afundar a Catalunha ainda mais no longo prazo.

      Onde existem políticas globalistas em jogo, há a certeza de existir intenções obscuras.

      Abraços!

      Excluir
  2. Realmente, parece que tem caroço nesse angu. E se tem dedo do Soros é furada mesmo.

    Ótimo texto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certamente, onde o Soros coloca a mão sempre é plantada uma armadilha.

      Abraços!

      Excluir
  3. Muito bom. Contra fatos não há argumentos é simples assim.

    ResponderExcluir
  4. Respostas
    1. Sou a favor da Monarquia Tradicional como o menos pior sistema de governo. Uma das características da Monarquia Tradicional é a existência de um poder moderador que tem o objetivo de assegurar a estabilidade. Outra vantagem da monarquia é que o monarca é hereditário, então ele cuida do país acima de interesses partidários sob a pena da sua dinastia perder a coroa, além de também criar um espírito nacional mais tradicional que em uma república.

      Não acho que as repúblicas são ruins só por serem repúblicas e vice-versa com as monarquias. O Brasil, por exemplo, tem espiríto monárquico, o único período em que o país deu certo por mais de 20 anos seguidos foi a monarquia.

      Abraços!

      Excluir
  5. Polêmico o seu post.

    Também sou a favor da Monarquia Constitucional, um Rei sábio precisa ter uma visão de estado e de longo prazo, ao contrário destes partidos políticos que só visam o poder no curto prazo. Só tem 5 anos para roubarem o que puderem.

    Porém vejo o separatismo com bons olhos, pois estados menores são melhores administrados e deixam o governo mais próximo ao povo.

    A questão da U.E. é extremamente complexa, visto que a Esquerda Cultural é muito forte por lá, anos de esquerdismo destruíram as taxas de natalidade e o cristianismo, o que deixou a europa a mercê da invasão de bárbaros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Ephodion! Sobre a monarquia, eu sou contra a monarquia fantoche, quando o rei não tem atribuição nenhuma e só serve para viajar e participar de eventos "diplomáticos" como é o caso da Suécia. Acho que deve existir uma Prerrogativa Real com poder de veto.

      Também sou a favor do separatismo, não nesse caso, porque separar da Espanha para se unir com a UE nunca seria separatismo propriamente dito.

      A UE é um grande crime contra a humanidade, quanto mais eu estudo essa instituição, mais descubro a perversidade que tem como o objetivo final a destruição cultural da Europa.

      Abraços!

      Excluir
  6. Como George Soros poderia lucrar com isso? Pois também acho a Cataluña muito pequena e não sustentável.

    Mas digo isso sem ter acompanhado as bolsas europeias para saber se devido a essa votação, as ações tiveram quedas ou altas significativas.

    Entendo o posicionamento esquerdista do Soros em países maiores, nível Uruguai pra cima, pois países "socialistas" são mais propensos a monopólios, e empresas amigas do rei. Como você falou em posts anteriores, todo bom capitalista, adora um governo socialista, adoram "apoiar" a democracia, tanto Buffett quanto Soros.

    Não sou a favor de nenhum governo, seja ele de direita ou esquerda. Acho que devemos ser anarquistas, viver à margem do governo e da sociedade, e agir por conta própria, e sempre pensar que o governo vai atrapalhar (seja ele de esquerda ou direita).

    Toda empresa grande tem rolos com governos (de direita ou esquerda, em qualquer país), e toda empresa pequena tem dificuldades burocráticas.

    Anarquista = Informal
    Vender sem nota
    Não exigir nota
    Sonegar o máximo
    Trabalhar informal.
    Fazer negócios com conhecidos.
    Fazer permutas de todos os tipos.
    Estar sempre preparado para ser "mordido" pelo governo.
    Não ostentar.
    Não se misturar com a sociedade no geral, pois são muito desconexos e sonhadores.

    As pessoas vivem idealizando o mundo como ele deveria ser, e nunca querem encarar o que realmente é.


    Abraços


    Att,
    Pretoriano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Pretoriano! Também apoio essa postura agorista. O governo sempre vai atrapalhar, mas ele pode atrapalhar mais ou menos.

      Soros não precisa lucrar um centavo com isso, ele disse várias vezes que o decepcionava o fato de todo o dinheiro do mundo não poder comprar ideias. A Open Society custa muito caro para ele, não dá lucros, mas ele tem a disposição de manter o custeio de seus programas ideológicos pelo mundo, mesmo sem retorno financeiro imediato.

      Abraços!

      Excluir
  7. Eu adoro a hipocrisia que é a democracia. No discurso todos são lindos, iguais, defensores da dignidade humana, na prática...

    Mas, já que eles são uma democracia, e na teoria a democracia é a vontade da maioria, e o sim ganhou, na teoria, a Espanha deve aceitar. Qual é o problema da catalunha querer ser independente? Isso deve ser visto apenas como um divórcio amigável, pois apesar do amor ainda existir, as diferenças irreconciliáveis não permitem que o casal permaneça junto, para tanto, realizaram um referendo, leia-se divórcio consensual, solicitando o rompimento da relação matrimonial, mas ressalta-se a hipótese de continuarem sendo amigos, amanhã tudo vai continuar igual, apenas não existirá o pedaço de papel que cuidava das regras a serem obedecidas dentro da relação.

    Mas a constituição não permite a secessão. Então, se a constituição permitisse ao Estado matar qualquer pessoa apenas por configurar uma ameaça, ninguém poderia reclamar? Não é o porquê da constituição não permitir que se deve aceitar o que está escrito, afinal, não se pode obedecer friamente o que está escrito num pedaço de papel que supostamente representa a vontade geral do povo, pois se assim o fosse, creio que a constituição de Weimar não poderia ser questionada.

    Adoro esse defensores da democracia que vaiam o Piqué só pelo fato dele ser um grande defensor da catalunha, ué, ele não deveria ser respeitado e aceito por pensar diferente?

    Acho muito legal a forma que o sistema age para corrigir os "problemas".

    Quanto ao Soros, Euro army e outros, digo apenas que money talks.

    Por fim, adoro o regime hipócrita relativista democrático.

    Obs. fiz o meu comentário em tom de sarcasmo, estou avisando para evitar discussões desnecessárias, afinal, em tempos democráticos, a intolerância é a regra prática e a interpretação de texto não manda um abraço.

    Anon que comenta por hobby.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Anon que comenta por hobby! É exatamente essa a ideia da Democracia ser uma ameaça à raça humana. É impressionante como um sistema em que "A" pode se juntar com "B" para destruir "C" ser aceito como a única regra possível de governo.

      O legalismo cego e a idolatria à constituição são ameaças tão grandes quanto a democracia. Inúmeras são as pessoas que acreditam que um grupo de políticos gananciosos poderiam se reunir e escrever um livreto que poderia sabiamente reger as suas próprias vidas. O argumento que a secessão da Catalunha é ilegal, porque a constituição da Espanha não permite é o mais tosco utilizado até agora e também o mais incessantemente repetido.

      Abraços!

      Excluir
  8. Marcelo,

    Já morei na Espanha por 2x, mas faz um tempinho, mas não foi na região da Catalunha. Naquela época, já se comentava sobre esse tal referendo separatista, até porque isso não é de hoje.

    E como convivia diariamente com espanhóis de diversas regiões do país, sempre surgia esta interrogação com uma mistura que sempre acabava em discussão entre os madrilenos e os catalães, com os galegos a favor dos catalães e os de Andalucia apoiando a Capital. Porém, ao passar do tempo, aos poucos param de falar no assunto e a poeira abaixava.

    Como mantenho contato com o querido povo de lá, o assunto estava engavetado, mas parece que após o Brexit, eles não queriam ficar para trás e este seria o momento ideal para isso. Arregaçaram as mangas e "conseguiram".

    Uma pena é que quem sai perdendo são todos.

    Mas a discussão sobre se é válido ou não, nem eles sabem ao certo. Vivendo lá e presenciando as cenas era igual discussão sobre futebol quem era melhor: Barcelona ou Madrid ou Messi x CR7. É discussão de bar que não tem decisão final.

    Abs,
    50segundos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, 50 Segundos! Do jeito que está sendo proposto só vejo prejuízos ao povo catalão, entregar toda a soberania à organizações globalistas só pode ter um final trágico.

      Abraços!

      Excluir
  9. Barbarossa, vc ta fora da realidade, aflora tanta demencia que não dá nem para resumi-la aqui.
    Os catalães, como todo povo, estão livres de fazer o que quiserem, até de se suicidar politicamente e economicamente! rsrs.
    Monarquia? Democracia ameaça a raça humana. Vc ta brincando na cara dos teus seguidores, so pode ser!
    Ninguem é idiota de sair da Nato, pq o URS(o)S Russo vai te comer, rsrsrs. A Ucrania sabe na pele o que é tentar ENTRAR na Nato.
    Quanto ao Army europeu, meu barbaro vermelho, vc não entendeu o que esta acontecendo na geopolítica mundial, nem perto está. Estamos em guerra, se ainda não realizou, pergunta a Steve Bannon quem são os inimigos.
    Boas elucubrações!
    Quero ver se vc tem coragem de publicar este comentário.
    Rondo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Rondo! Refutação que é bom, nada! O pombo enxadrista só serve para cagar no tabuleiro.

      Não acho que os catalães têm o direito de trair o resto da Espanha e vender seu território para organizações globalistas.

      Você não refutou nada sobre a Monarquia ou sobre a palhaçada que é a democracia. Se tivesse lido um pouco de "Democracia, o Deus que Falhou" de Hans Hermann Hoppe, você saberia, pelo menos, do que se trata minha afirmação.

      Sobre os organismos militares, é a velha tática de ressuscitar a Guerra Fria para criar mais organismos militares supranacionais e diminuir a soberania dos países. Obviamente, não adianta perguntar a um peão do globalismo quem são os inimigos. Enquanto os EUA fornecem treino e mísseis TOW a terroristas da Al-Nusra, a Rússia salvou do extermínio os cristãos da Síria.

      Achei que você também citaria como verdadeira a campanha de desinformação que diz que hackers russos hackearam o referendo para favorecer a independência da Catalunha.

      Só não publico comentários de spammers ou merchans. Você tem pode continuar defendendo as atitudes de Rothschild e Cia, mesmo que esses grupos queiram a sua própria destruição.

      Abraços!

      Excluir
  10. Alguém pode me indicar um site de opções binárias que me dê uma banca pequena de graça.tipo assim quero me aventurar em opção mas não quero investir um real.

    ResponderExcluir
  11. Excelente texto, eu não estava por dentro desta subordinação da Catalunha à UE.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Nuvem de Giz! Há uns dias atrás vi um vídeo de uma política catalã fazendo um discurso em que ela pedia a independência, mas "paradoxalmente" havia atrás dela uma bandeira da UE.

      Abraços!

      Excluir