domingo, 25 de setembro de 2016

Como comecei a estudar investimentos?

Minhas navegações no oceano dos investimentos começaram em 2012. Naquela época eu estudava e trabalhava (ganhava muito pouco) e resolvi investir o pouco dinheiro que tinha no mercado acionário por causa do meu pai e meus tios, que já eram investidores de longa data. Logo de cara, fracassei miseravelmente em dois investimentos: perdi 80% na OGX e 25% na CSN, depois disso vi que estava à deriva com o pouco conhecimento que tinha e decidi estudar os livros dos melhores investidores fundamentalistas.

O primeiro livro marcante que li em relação a investimentos foi "Investindo em Ações para o Longo Prazo", de Jeremy Siegel. O livro do Siegel é mais um estudo do investimento em ações desde o século XIX do que um manual para o investimento em ações. O livro demonstra que o crescimento dos lucros das empresas torna as ações melhores que os títulos em prazos de investimento maiores que 20 anos. Também são mostradas as estratégias que deram certo e as que deram errado, por exemplo, o investidor que faz muito giro de patrimônio, estatisticamente, tem bem menos chances de ter um desempenho melhor que um investidor que faz muito pouco giro de patrimônio.

Li, em seguida, o "Investidor Inteligente" de Benjamin Graham. Este livro é a "Bíblia" do investimento fundamentalista em ações. Benjamin Graham foi um investidor de muito sucesso e professor de Warren Buffet, ele conseguiu altos ganhos ao longo de sua carreira comprando as ações de empresas desprezadas pelo mercado. No livro, é ensinado como avaliar corretamente uma ação, como evitar erros de avaliação e quando o investidor deve vender uma ação.
Após ler o "Investidor Inteligente", meu tio me presenteou com a livro "A Bola de Neve" que conta a história de Warren Buffet, o mais bem sucedido investidor do mercado acionário de todos os tempos. O livro não é um manual como a obra-prima de Graham, mas dá dicas preciosas de como estudar as empresas. O que mais me marcou nesse livro foi o hábito de Buffet de conhecer todas as empresas listadas em Bolsa. Comecei essa tarefa ainda em 2012, analisei rapidamente todas as empresas listadas na Bovespa pelo site FUNDAMENTUS e entrei em todos os sites de RI, consegui, ao menos, conhecer superficialmente todas as empresas da bolsa.

O conhecimento adquirido nesses três primeiros livros me salvou de perder novamente uma grande parcela do meu capital em uma única operação. A análise fundamentalista tem como objetivo diminuir suas probabilidades de perda e aumentar as chances de ganho, como dizia Warren Buffet: "Regra número 1: nunca perca dinheiro. Regra número 2: nunca esqueça a primeira regra."

Estudar pelas obras dos investidores bem sucedidos e o trabalho deles é fundamental para ter sucesso nos investimentos. Sempre desconfie de pessoas que nunca conseguiram nada por elas mesmas e vendem fórmulas mágicas para investir.

3 comentários:

  1. Muito bom, eu comecei meus estudos recentemente e já estou terminando meu segundo livro, li primeiro Pai Rico e Pai Pobre do Robert Kiyosaki, qual toda a blogosfera fala sobre eles, e me aprofundei no mesmo, marquei todas as partes importantes e úteis e vou fazer uma postagem sobre eles.

    Agora estou lendo Como Cuidar Bem do Seu dinheiro, do Carlos Von Sohsten. Estou me aprofundando em orçamento doméstico e economia financeira pessoal antes de me adentrar aos estudos de investimento.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações, Contador de Migalhas! O único livro sobre orçamento doméstico que eu li foi o "Investimentos Inteligentes" do Gustavo Cerbasi. Sempre fui muito pão duro, guardo 60% do salário, e nunca senti necessidade me aprofundar nesse estudo.

      Recomendo fortemente os livros citados acima, mas já é necessário saber o básico de finanças pessoais para adentrar nesse estudo.

      Abraços!

      Excluir
  2. Muito bom, acredito que qualquer material que a gente esteja lendo sobre finanças, planejamento financeiro ou orçamento doméstico seja uma boa base para ampliarmos nosso leque de conhecimento sobre Economia. De acordo com o tempo, vamos nos aprofundando nos assuntos que, pessoalmente, achamos mais interessantes (ex: fii, renda fixa, análise técnica, fundamentalista, análise gráfica) e ampliamos, ainda mais, nosso leque de conhecimento sobre os mais diversos assuntos. Um dia por vez vamos ao longe.

    ResponderExcluir