quarta-feira, 23 de agosto de 2017

OPA da Unipar V: Conclusão

Finalmente acabou a longa novela da OPA da Unipar, com suas reviravoltas dignas de um filme de Hitchcock. Após cerca de um ano de enrolação, posso declarar a VITÓRIA dos minoritários na OPA. Contrariando as expectativas pessimistas, a Unipar permanecerá com o capital aberto e suas ações continuaram sendo negociadas em bolsa, além disso, o grupo controlador, que só possui cerca de 20% do capital social, passará a ser mais vigiado ainda. Estamos, mais do que nunca, de olho e a Lei das S/A permite mecanismos que tornam possível a fiscalização da gestão e possíveis interferências dos controladores nas empresas de capital aberto.
Controladores assumem a derrota (São Paulo-2017)
A Unipar permanece minha maior posição na carteira de ações e, como já disse anteriormente, possui vantagens competitivas por atuar em um setor altamente lucrativo e conseguir baixos custos finais de produção dos seus produtos.
Vou acompanhar o que vai acontecer na Unipar em relação ao grupo controlador, após ter confessado na delação premiada que recebeu 150 milhões em caixa dois, fruto da venda da Quattor que prejudicou imensamente os minoritários em 2008, o grupo está na defensiva. A OPA foi apenas uma tentativa frustrada de fazer um contra-ataque. O grupo controlador será pressionado a indenizar os valores recebidos por caixa dois de alguma forma, espero que isso possa se traduzir em melhorias de governança corporativa ou dinheiro restituído diretamente ao caixa da Unipar.
Ordens de venda registradas no valor sugestivo de 171 reais.
Apesar da minha opinião favorável em relação à Unipar, sempre é bom lembrar que o investidor deve fazer suas próprias análises e ter suas próprias convicções em relação ao mercado. Continuo achando que a Unipar esteja favorável para a compra, mas estou investindo mais recursos financeiros na próxima bala-de-prata que estou montando: "A infame JBS".

ALEA IACTA EST

9 comentários:

  1. Só um adendo: 99,9% das ações habilitadas para o leilão foram colocadas a venda acima do preço proposto pelo grupo controlador. Foi quase uma eleição na Coréia do Norte, vencida com unanimidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Marcelo estou de olho em unipar, porém estou mais carregado em grazziotin. A empresa recentemente fez uma block trade fruto de um programa de recompra de ações com pelo menos 7% das ações em circulação indo para tesouraria, posteriormente estas ações devem ser canceladas no próximo exercício elevando LPA. Adiante podemos somar com aumento de lucro, abertura de lojas etc Isso deve elevar lucro substancialmente no próximo exercício.

      Estou trabalhando com um EV Ebit de 8 e PL de 6,5 após cancelamento das ações, fiz uma contas pelo meu pm e consegui chegar a um PL de 5.

      Abraço





      Excluir
    2. Salve, Mestre! Também sou acionista da Grazziotin, sabia que eles fizeram um plano de recompra grande, mas não tinha verificado que a recompra chegou a 7% das ações em circulação. A CGRA continua na minha lista para aumentos futuros de posição.

      Abraços!

      Excluir
  2. Marcelo,

    Que bom que deu a lógica e a OPA foi derrotada! E de goleada!
    Assim como você, continuo sócio.
    Com uma possível melhora na governança corporativa, o preço da ação teria espaço para subir bem ainda.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, KB! No final, essa palhaçada de OPA ainda teve algum proveito no sentido de diminuir ainda mais a autoridade do grupo controlador. A lição é: só faça OPA se você tiver como pagá-la.

      Abraços!

      Excluir
  3. Muito bem Barbarossa, ando ocupado muito ocupado e consequentemente com pouco tempo pra verificar perfis e Governanças de empresas, mas estou trabalhando em algo bem colossal, fazendo uma lista de empresas com bons value e lucro crescente nos últimos 5 anos, espero conseguir postar mais breve possível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa! Vou conferir quando estiver online.

      Abraços!

      Excluir
  4. sempre é ruim quando acontece esses OPA que bom que pelo menos esse foi evitado

    ps. te adicionei lá na minha lista de blogs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, VdD! Nos últimos anis várias empresas boas fecharam o capital no Brasil, "misteriosamente", a maioria melhorou significativamente após fechar o capital. Pelo menos, na Unipar e na Whirlpool BR não conseguiram fechar o capital.

      Abraços!

      Excluir