quinta-feira, 27 de julho de 2017

Venda "Mascarada"

A venda casada é um instrumento utilizado para que o consumidor acabe gastando mais na compra de um produto ou aquisição de um serviço sem que ele perceba. Achei interessante observar algumas características desse tipo na prática na aquisição de determinados produtos e serviços para que possamos gastar menos.
Há alguns anos atrás havia realizada a compra de um notebook de uma fabricante conceituada no mercado. O valor pago beirava os R$ 1800,00, compra realizada pela loja virtual do fabricante.

No momento do recebimento do produto e análise da nota fiscal, verifiquei que na própria nota constavam, além do próprio notebook, o valor de um antivírus e de um sistema operacional. Intrigado com o fato, já que estava pagando por produtos que não havia sido indagado na hora da compra, verifiquei que se tratava de uma venda casada. Desta forma, a loja embutia no preço, serviços e produtos extras, não solicitados no momento da compra.


Entrei em contato com o vendedor e pedi o abatimento e recebimento deste valor pago. Depois de um tempo de insistência, o valor foi depositado em minha conta. Acabo recomendando para as pessoas, na hora da compra de um produto, tal como o notebook, a compra do dispositivo "pelado", ou seja, sem anti-vírus, sem sistema operacional, sem nada, assim o valor a ser abatido gira em torno de R$ 200,00 (valor próximo do que recebi na época).
Outro fato que achei curioso, principalmente com a expansão de academias de ginástica, é a cobrança da taxa de manutenção ou adesão, prática comum em diversas cidades pelo Brasil.

Desta forma, a empresa consegue "mascarar" o preço cobrando uma parcela extra do serviço oferecido. Por exemplo, a divulgação informa que o valor mensal da utilização da academia é de R$ 80,00. Na hora da adesão, é cobrado uma taxa de R$ 120,00 anuais e, algumas vezes, mais alguma taxa de matrícula. Desta forma, o custo total, mensal sobe além do valor divulgado nos informativos da empresa.

Isso me chamou a atenção, pois passei, recentemente, por duas situações que aplicavam a mesma técnica e, diversos conhecidos e amigos, não computavam o valor total final contratado pelo serviço (fazendo uma análise de custo anual).

Por fim, para quem realiza compras na internet, há sites que oferecem produtos muito abaixo do valor de mercado. Na hora de realizar a compra e colocar o endereço de entrega , é verificado que o produto que na realidade custava X, custa X + taxa absurda de entrega, possibilitando, desta forma, que o produto fique na preferência dos navegadores de busca. Fato um tanto quanto interessante de se observar.
Fica como uma observação, tanto da venda casada, como da técnica utilizada por diversas empresas para aparentar um valor menor do que efetivamente são os produtos. Vamos ficar de olho. Grande abraço a todos.

Um comentário:

  1. Olá Gregório C,

    Isso é o que mais acontece. A maioria das pessoas acabam aceitando essas vendas casadas.
    Sobre a preço menores na internet isso é verdade. Quando a pessoa digita o cep o preço do frete é maior que o preço do produto.

    Abraços.

    ResponderExcluir