terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Discussão de Resultados: Ferbasa 3T16

Cia de Ferros da Bahia - FERBASA - FESA4

A Ferbasa conseguiu um resultado apenas razoável, a empresa foi prejudicada no terceiro trimestre de 2016 pela queda do preço de seus produtos no mercado internacional e menor demanda interna, além disso o aumento do preço da energia elétrica e a valorização cambial contribuíram para o resultado fraco. A Ferbasa registrou um lucro trimestral de apenas 6,4M.

A Ferbasa possui a maior reserva de ferro cromo das Américas, contabilizando mais de 90% do ferro cromo americano em sua reserva, porém, em termos mundiais, sua reserva equivale a cerca de somente 1% das reservas de ferro cromo conhecidas, porque a maioria das reservas se localizam no velho mundo. A Ferbasa minera e produz ligas de ferro cromo, utilizado na produção de aços inoxidáveis, e ferro silício, que é mais comum e também utilizado na fabricação de aços.
As outras vantagens competitivas da Ferbasa são a produção verticalizada das ligas de FeCr e FeSI e a administração altamente conservadora da empresa, que só conseguiu salvar esse resultado porque possui quase 200 milhões de reais de caixa líquido, caso possuísse dívidas, com certeza, o resultado seria um prejuízo. A Ferbasa é, diferentemente das outras empresas de capital aberto, controlada por uma fundação beneficente, isso é traduzido no conservadorismo da gestão e pela preferência em manter um caixa líquido grande e realizar poucos investimentos. 

A Ferbasa é uma empresa bem administrada e com vantagens competitivas, mas ela ainda precisa resolver o problema dos altos custos energéticos para que se torne um investimento favorável, ou o preço dos seus produtos precisa subir para que compense os altos gastos em energia elétrica.

NOTA: B

 

8 comentários:

  1. Oi Marcelo,

    Eu tinha essa ação na carteira até alguns meses atrás. Vendi depois do resultado fraco do 2 tri de 2016.
    Realmente ela não tem performado bem ultimamente, mas acho que potencial para voltar aos tempos áureos.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, KB! Ela foi atingida ao mesmo tempo pelo aumento das tarifas de energia elétrica, diminuição dos preços de seus produtos e desvalorização cambial, pelo menos ainda ficou no azul. Ela tem potencial para voltar a produzir bons lucros, mas só se alguns desses fatores ficar favorável à empresa.

      Abraços!

      Excluir
  2. Eu não conhecia esta empresa. Fui olhar a cotação e ela anda de lado a mais de 10 anos... não sei se tem fundamentos. Quantos % você tem dela na carteira?

    Como você aprendeu a analisar empresas (suas influências ou algum livro)? Gostei do sistema de classificação.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, CF! Nunca possuí a Ferbasa em carteira, mas analiso algumas empresas que eu não tenho para verificar qual a situação delas e se eu consideraria favorável uma aquisição.

      A minha principal fonte de informação para a análise de empresas foi o livro O Investidor Inteligente, de Benjamin Graham, contudo eu também recomendo fortemente os livros do Peter Lynch e do Philip Fisher.

      Valeu pelo elogio, a tabela de classificação de resultados foi ideia do Gregório.

      Abraços!

      Excluir
  3. Esse é um claro exemplo que mostra a vulnerabilidade de uma small cap. O aumento da energia elétrica somado à diminuição da jornada diária de produção coagida pelo governo simplesmente derrubaram a lucratividade da empresa.

    Sempre acompanhei a empresa e quase comprei-a no passado, porém, visto estes acontecimentos recentes, não pretendo comprá-la mais. É uma empresa que possui um mercado bastante restrito, uma margem não muito agradável e, principalmente, uma empresa que é refém do preço da energia elétrica, que representa grande parte dos seus custos fixos. Simplesmente não dá para trocar todos os fornos para gás ou carvão, como sabemos que não é possível encontrar outro fornecedor de energia elétrica com um custo menor, já que é um setor que trabalha sob concessões reguladas pelo governo. Enfim, a Ferbasa não me aspira tranquilidade.

    Outra coisa interessante a ser citada, apenas por curiosidade: os gênios da Empiricus recomendaram efusivamente a compra desta empresa no final de 2015 ou início de 2016, não me lembro ao certo, após o excelente ano de 2015. Até o 3T16, temos uma redução na lucratividade anual de aproximadamente 90%. Será que acertaram o timing?

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, confrade P.M.! Não acho que todas as Small Caps sejam vulneráveis, a Ferbasa é um caso à parte porque ela é cíclica e depende muito dos custos de energia elétrica, mesmo assim a ausência de dívidas e o conservadorismo da gestão salvaram a empresa de registrar prejuízos seguidos.

      Não sabia que os gênios da Empiricus recomendaram a empresa, a elevação das tarifas de energia já era conhecida em 2015, só não sabíamos que o real iria se valorizar e que os produtos da Ferbasa iriam ficar mais baratos.

      Abraços!

      Excluir
  4. Também acompanho a Ferbasa há um bom tempo... Mas até agora não enxerguei justificativa para encarteirá-la.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, confrade! Também não vi uma grande justificativa para encarteirá-la, embora, em 2015, os resultados da Ferbasa estavam bem mais favoráveis.

      Abraços!

      Excluir