domingo, 11 de setembro de 2016

Por que poupar ganhando pouco?


Estou muito contente com a evolução do Blog (quase 500 views em 2 semanas), vejo que muita informação está sendo compartilhada aqui, com muitas ideias boas que poderão ajudar todos aqueles que estão buscando conhecimento sobre o mundo financeiro. Nosso amigo Marcelo Barbarossa consegue trazer dados técnicos e bem fundamentados sobre algumas empresas listadas em bolsa. Hoje tenho o objetivo de trazer um post mais subjetivo. Fazendo uma análise mais psicológica do motivo de poupar ganhando pouco dinheiro. Acredito que essa ideia serve para qualquer um que ganha um rendimento mensal fixo e, principalmente, para aqueles que não conseguem poupar nada ao término do mês.

De forma geral, vejo que a característica principal de conseguir guardar uma parte dos nossos rendimentos está na disciplina. É o condicionamento em manter-se focado nas tarefas necessárias para se buscar um objetivo/meta sem perder a motivação. Todos nós temos imprevistos em nossas vidas, todos nós não conseguimos fazer tudo aquilo do que gostaríamos. A principal situação que vejo, é que a pessoa que é desorganizada financeiramente em qualquer fase de sua vida, acaba se acostumando com essa rotina de nunca conseguir cumprir metas financeiras. Todo mês, toda semana, todo ano existe uma desculpa.  

Com certeza, em alguns momentos de nossas vidas, temos ou teremos imprevistos maiores. Algum problema médico, familiar, um filho que precisa de nossa ajuda, atraso salarial, enfim, são diversas variáveis que poderão nos acometer.  Entretanto, essas pessoas que reclamam dessas situações específicas tratam isso como se fossem as únicas pessoas que possuem esse tipo de problema. Por isso, tentam, de certa forma, justificar o próprio descontrole, com a imprevisibilidade normal e natural de nossas próprias vidas.

Voltando a pergunta inicial do título: Por que poupar ganhando pouco?
Por exemplo, se o indivíduo ganha 1 salário mínimo federal que, hoje, é de R$ 880,00 e economiza 10% deste salário (R$ 88,00), ao final do ano terá R$ 1056,00 ( R$ 88 x 12). A pergunta é a seguinte, realmente valeria a pena o sacrifício de guardar R$ 88,00 mensais para chegar ao fim de um ano inteiro para conseguir cerca de mil reais? Na realidade, olhando pelo lado monetário, o valor poderá não fazer muita diferença. O indivíduo pensa o seguinte: Poxa, vou ficar poupando um ano inteiro pra ao final conseguir "só mil reais"? Partindo deste lado, realmente não valeria a pena.

Mas o ponto em que quero chegar é que, se a pessoa não possui a disciplina de, desde nova, poupar um pouco do que ganha, para essa pessoa, quando ganhar mais, será muito mais difícil guardar qualquer montante de dinheiro. Já se acostumou, desde muito cedo, a nem tentar, postergando essa atitude quando estiver ganhando "bem mais". Só que, se esta pessoa, futuramente, começar a ganhar 5 salários mínimos (R$ 4400,00), muito dificilmente ela conseguirá guardar os mesmos 10% (que agora são R$ 440,00). Como não estava acostumada a guardar nunca, não tinha o HÁBITO, A DISCIPLINA em realizar esse procedimento, agora, possivelmente, continuará não tendo.


Depois que li o livro O Poder do Hábito (Charles Duhigg), verifiquei que grande parte de nossas ações são hábitos, ou seja, não precisamos efetivamente parar e refletir na hora para fazermos certas coisas ou praticarmos certas atividades.  Segundo o livro "Um artigo publicado por um pesquisador da Duke University em 2006 descobriu que mais de 40% das ações que as pessoas realizavam todos os dias não eram decisões de fato, mas sim hábitos"

O meu objetivo com essas palavras foi trazer um pouco da reflexão da maneira como encaramos essa "disciplina" todos os meses. Será que, se modificarmos pequenas atitudes com relação a isso, será mais fácil, no futuro, conseguirmos poupar um pouco mais?

Deixo essa reflexão para discutirmos
Grande abraço

4 comentários:

  1. Mas o tempo será um bom educador, e quando ter um(R$R$) não terá o outro, a não ser que siga o caminho do meio! Estimulo meu filho e minha filha e todos os jovens que conheço, comecem cedo e todo e qualquer valor já é um valor! Bancos não ignoram 0,01 R$ da sua conta, por que nós deveríamos ignorar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário, também penso assim. Esse ponto que você comentou é interessante, manter o equilíbrio é essencial para termos uma vida com qualidade. abraço

      Excluir
  2. Olá, descobri o blog recentemente. Sugiro que você peça aos outros blogueiros para ser adicionado, assim, outras pessoas o conhecerá pelas várias blog rolls.

    Sobre o assunto. Poupar (e praticar a frugalidade) quando se ganha pouco é importante para poder aproveitar algumas oportunidades futuras. Por exemplo, um sujeito ganha um salário mínimo, poupa um terço do que ganha e faz faculdade (pública, para não atrapalhar as contas). Ele poderá poupar, ao terminar a graduação (4 anos), uns 14 mil reais, e, se aplicados a um bom investimento, 18 mil. Tal quantia é suficiente para fazer um bom MBA ou pós; o que ajudará a alavancar a carreira.

    Ou seja, poupar para investir em si.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anon, é verdade que poucos tem essa mentalidade de utilizar os meios para adquirir conhecimento que pode fazer diferença mais para frente. Qualquer curso hoje em dia, pode ser visto como diferencial, tendo em vista os milhares de candidatos por vaga no mercado de trabalho. A realidade é isso mesmo como você falou: poupar para investir em si mesmo.
      Grande abraço

      Excluir